RSS

Dia internacional da mulher.

Ta hoje é o dia da mulher e dai? nos mulheres não precisamos de um dia,para comemorar precisamos de mais liberdade de expressão que as vezes é tao mal julgada.

Não precisamos de um dia para receber homenagem alheia, precisamos ser mais compreendida e hoje em dia não e assim. Se a mulher esta usando roupas extravagantes e é estrupada os idiotas já ”dizem também olha vestimenta dela” Otimo vamos viver com uma burga. Se a mulher sofre um abuso em alguma festa,”ah quem manda sair” Vamos viver trancada dentro de casa.

A mulher de verdade é aquela mesma mulher dos tempos antigos sonhadora com atitude,cansada dos machistas de plantão a mulher chora,sorrir, ama,muda de opinião mais no fundo o que ela quer é respeito e compreensão.

Ser mulher é aguentar a dor parto,a dor de uma paixão,a dor de uma desilusão, a dor da concorrência competitiva do mercado trabalho a dor de ser criticada por ser independente e tudo isso a mulher sabe lidar então meu amigo? acorde não é o dia 08 de março que vai mostra o valor de ser mulher.

O vinho do momento é um vinho americano Ironstone Symphony Obsession Branco 2009 uva Symphony um vinho amarelo palha aroma de floral,gustativa seco com pouca acidez e leve e um final intenso Salute.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 08/03/2012 em Textos

 

Inspiração com uma taça

Eu estou deitada na rede do quintal de casa, contemplando o céu iluminado pelo por do sol. Vejo os passáros e as árvores que estão balançando, com os fortes ventos vindo da provável chuva que esta para aparecer.

E começo a pensar que isso é música, o ruido do ventos, o bater das asas do passáros, os galhos balançando, então penso é Deus limpando o ar dos pensamentos ruins do seres humanos, a beleza da vida está sempre diante do nosso olhos, as vezes estamos numa correria tão grande do dia, que esquecemos o que é realmente belo, me pergunto o que é belo? É o dinheiro para ter uma vida confortavél, e um carro importado? Uma mansão? Ou olhar, para as coisas simples da vida e dizer obrigada.

Levanto a minha taça Flute com um espumante rose o e faço um brinde a Mãe natureza.Inspiração vinda através da degustaçao do espumante rose amante safra 2009 casa valduga.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/02/2012 em Textos

 

Dioniso e Musas

Eu fiquei um tempo sem escrever, pelo fato de amadurecimento pessoal e profissional, tive algumas decepções com alguns profissonais da área e sem contar com as empresas, e isso tirava as minhas inspirações, nesse tempo que estive ausente, eu fiquei lendo muito e nessas leituras eu encontrei o Deus Dioníoso e me encantei com a lenda do deus do vinho.

As histórias Gregas ligada ao vinho é arte com mistura de poesia, nesse encanto que eu tive com o Deus do vinho me despertei para outro ser mitológico, as Musas que são entidades que dá inspirações dos artistas.E fiquei imagiando que quando eu coloco essa ambrosia do deuses em uma taça para uma cliente, peço sempre silenciosamente que esse vinho de inspirações, e que a pessoa consiga sentir os leves toques do aromas que o vinho oferece, além de inspirar a viver a vida em perfeita poesia.

O vinho oferece além de inspirações a vida, oferece alegria, eu não digo isso no sentido alcoólico, o vinho não foi feito para ser uma droga para ajudar essas pessoas esquecer o disabor da vida, e sim feito para ser um nectar dos deuses, inspirar o amor e a vida.

Inspiração vinda através de uma apreciação do Kaspe Vonkel brut 2009

 
Deixe um comentário

Publicado por em 09/02/2012 em Textos

 

Tags:

Como vai ser com a regularmentação?

Com esse meu trabalho de Sommeliere, eu estou fazendo várias pesquisas de campos e conhecendo muita gente na área do vinho, mas ainda vejo que em São Paulo ainda é carente em relação ao conhecimento dos vinhos vejo pessoas fazendo perguntas do tipo ”Qual é o melhor vinho para determindada ocasião?. Vinho bom é vinho caro? Ah..sabe aquele vinho que você me indicou?.. então, ele é bom! Aonde consigo mais? e frases assim do tipo.

Isso fez eu vê, que mesmo com tanta informações que estão rolando pelo mundo aí fora, eu vejo que os clientes de não tem ”tempo” para obter informações sobre vinhos, acabam ficando carentes e é para isso que existem os sommeliers e vejo que qualquer palavra de confiança que você fala, os clientes compram.

Esse mercado em São Paulo, especificamente eu falo de São Paulo porque é a região onde eu tenho prensenciado, eu vejo que tem empresários querendo sair no lucro com os profissionais que estão aprendendo, pagando um salario bem ruim, fazendo os funcionários aprender sobre vinho por conta própria, sem ajudar com os custos de livros e dos cursos, eu mesma já vi um dono de um estabelecimento pegar um vinho para vender na loja, o mesmo vinho que as importadoras manda de amostra para os funcionários degustarem e verificar a qualidade do vinho.

Vendo essas pequenas situações eu penso será que com a regularmentação vai ter um sindicato? Uma fiscalização referente ao contrato da carteira de trabalho? Mais isso só o tempo dirá.

Bom nas minhas andanças por ai, eu conheci um, o Valdison o sommelier do emporium São Paulo de Moema, ele é um guerreiro como eu nessa área de vinho, ele tem uma paixão por vinhos franceses e vale a pena ouvir as indicações dele sobre os vinhos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 09/09/2011 em Textos

 

Convivendo com os Feras do vinho.

Recentemente eu fui convidada a participar da Confraria do sommeliers, onde foi degustados 10 vinhos, essa degustação foi feita na sala da Miolo, serviu para eu analisar e saber como é feita uma degustação séria entre os bons profissionais da área, mais por íncrivel que pareça verifiquei que mesmo entres os ”feras” é difícil decifrar um vinho as cegas, a minha falta de experiênça não deixou a desejar, eu me surpreendo com vinhos a cada dia que passa, eu vejo que o vinho é uma caxinha de supresas.

 
1 comentário

Publicado por em 02/09/2011 em Textos

 

Adolfo Lona um diamente entre as pérolas

Nessa minha jornada profissional eu conheci bem o espumantes brasileiros, na terra do samba tem o dom de produzir espumantes elaborados, com a técnica do franceses, mas com a característica brasileira que é o grande diferencial entre os outros países. Nessa semana eu degustei um espumante tipicamente brasileiro Adolfo Lona brut. Método championase, esse espumante é diamante no mundo das pérolas, quando eu fazia o curso de sommelier nunca foi citado esse espumante.

Eu conheci através de colegas profissionais e fiquei me perguntando, porque ele não é muito divulgado? é uma pergunta que eu pretendo ter a resposta quando conhecer o próprio Adolfo lona e acredito que isso será em breve, no encontro em off por exemplo eu degustei o espumante Adolfo lona brut e fiquei maravilhada com o frescor e com o aroma clássico de abacaxi .

Enquanto eu degustava, sentia um orgulho do nosso país, mais um otimo espumante brasileiro e infelizmente não sendo divulgado, estou começando acreditar numa frase que sempre ouvi ”brasileiro não dá valor ”. Quando se fala em espumante no Brasil em relação a marketing, os nomes que aparece é Salton,Valduga, Pizzato, mas nunca tinha ouvido falar em Aldolfo Lona .

Sou fã de deixar o universo do vinho mais popular,para o nosso mercado profissional, mas eu vejo que para isso acontecer, o Brasil tem que percorrer um longo caminho, mas fica a dica experimente e divulgue mais os espumantes brasileiros.

 
1 comentário

Publicado por em 01/08/2011 em Textos

 

Confraria Cálice

Recentemente eu saí com a minha confraria chamada cálice para degustar seis vinhos, o que eu mais gosto da minha confraria é que somos todos ex alunos da formação de sommeleir do senac, temos a mesma sede de conhecimento e compartilhamos da mesma idéia em relação ao mundo do vinho.

A confraria só tem 6 meses, ainda é um bebê, mas que está colhendo informações junto com os integrantes, essa degustação foi feita no restaurante gusta bar café http://www.gusta.com.br/.

Como a confraria está começando ainda não temos regras de degustação na vertical, e a cegas estamos ainda conversando sobre os procedimentos da reuniões, no momento é apenas uma reunião de colegas apreciadores de vinho.

Com a confraria cálice eu consigo degustar vinhos ”caros” por exemplo, mas nessa reunião degustamos vinhos de boa qualidade, eu chamo atenção pelo vinho que eu levei chamado Bigode acredite esse é o nome do vinho, ele tem esse nome porque em Portugal bigode é o símbolo de  seriedade e foi colocado esse nome para o vinho representar a mesma seriedade, é um vinho de bom custo benefício da região de Lisboa eu quis fazer uma brincadeira levando  esse vinho para fazer degustação a cegas até para incentivar a confraria .

Mas o que alegrou a confraria foi o momento que degustamos o vinho Simonsig syrah um vinho da África do sul esse foi o primeiro vinho que degustamos em aula e eu tenho motivos pessoais por gostar dessa vinicola Simonsig e ainda vou escrever muito desse vinho por aqui. Bom só queria compartilhar com vocês um pouquinho da minha confraria.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31/07/2011 em Textos